Profissionais em destaque

Iluminação Artificial – Tipos de Luminárias

Descubra quais os principais tipos de luminárias

A iluminação é um elemento coringa para qualquer ambiente. Com ela podemos alterar a percepção do espaço a nossa volta, sendo uma grande aliada tanto para decoração quanto para o bem-estar dos usuários. Como já falamos em publicações anteriores, a luz é uma das coisas que podem influenciar nosso sentimento tanto positivamente, quando temos uma distribuição e utilização adequada, quanto negativamente, quando a quantidade é insuficiente ou inadequada para a atividade exercida. Com a criação da iluminação artificial, conseguimos melhorar a quantidade de luz em ambientes internos e externos onde a luz natural não era suficiente.

Atualmente, existem inúmeros modelos, formatos e cores de luminárias para nos ajudar na iluminação adequada dos espaços. Cada uma com seu efeito e função, oferecendo mais ou menos luz de acordo com o que o ambiente projetado necessita. Todos esses modelos são divididos em quatro tipologias: luminárias de teto, luminárias de parede, e luminárias de piso.

Luminárias de Teto

As luminárias de teto, como o próprio nome diz, são luminárias fixadas no teto do ambiente que iluminam, oferecem iluminação vinda do alto e são as mais comumente usadas atualmente. Essas podem ser subdividas em:

1 – Luminárias embutidas (ou de embutir)

2 – Paflons (ou luminárias de sobrepor)

3 – Pendentes

4 – Lustres

5 – Spots

Luminárias de Parede

Consistem em luminárias que são afixadas ou embutidas nas paredes ou estruturas verticais de um ambiente. Elas são comumente utilizadas para decoração ou demarcação de caminhos. Podem ser subdivididas em:

1 – Arandelas

2 – Balizadores de Parede

Luminárias de Piso (ou Chão)

Este tipo de luminária são as que se apoiam no chão ou em objetos (como mesas). Podem ser móveis ou fixas, podendo, quando fixas, serem embutidas. Podemos subdividir este grupo em:

1 – Luminária de Coluna

2 – Luminária de Mesa

3 – Balizadores de Piso

Todos os tipos de luminárias citados podem ser utilizados em ambientes internos e externos, sendo necessária a averiguação da condicionante especificada pelo fabricante. A variedade é grande e as possibilidade de combinações e utilização são infinitas, ficando a critério da criatividade. Porém, quando falamos em iluminação, vemos que para obter um resultado adequado é necessário um projeto feito por um profissional habilitado, evitando, assim, transtornos futuros.

Fonte: Christian Gelati

Arquiteto e Urbanista, graduado pela UniCesumar (Centro Universitário de Maringá) em 2016; Especialista em Projeto de Interiores e Iluminação pela UniCesumar em 2019; Atualmente, arquiteto responsável pelo escritório Christian Gelati – Arquitetura e Urbanismo, localizado na Av. Martin Luther King nº 2853, em Paranavaí-PR.

Contatos:
WhatsApp/ Cel.: (44) 99860-3311
Instagram: @arqchristiangelati
Facebook: Facebook.com/arqchristiangelati
Site: https://arqchristiangelati.wixsite.com/arqchristiangelati
E-mail: arqchristiangelati@gmail.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative o seu bloqueador de anúncios para continuar navegando.