Profissionais em destaque

Estilos de Decoração de Ambientes Internos: Contemporâneo, Minimalista e Rústico

Para planejarmos um ambiente interior de forma prática e eficiente, em termos de características estéticas, precisamos conhecer os estilos básicos de decoração. Eles nos dão inspiração e nos norteiam na tomada de decisões, além disso, eles dizem muito sobre a personalidade das pessoas para quem os espaços são projetados.

No artigo anterior, vimos as características básicas e alguns exemplo dos estilos Moderno, Retrô e Clássico. Se ainda não conferiu clique aqui.  Nessa semana abordaremos as características e algumas fotos de referência dos outros três estilos básicos de decoração de interiores. São eles: Contemporâneo, Minimalista e Rústico.

O estilo Contemporâneo, como o nome diz, utiliza da contemporaneidade das tecnologias para compor sua decoração. É composta pelas novidades do mercado, como cimento queimado, estruturas aparentes e
texturas geométricas. Normalmente, faz uso de uma cor de destaque e de madeiras em tons claros. Podemos ver essas características nas imagens seguintes.

Ambientes com o estilo Minimalista, são espaços com predominância de cores neutras, como branco, cinza ou preto. São ambientes visualmente limpos, com poucos ou nenhum objeto de decoração. Este estilo valoriza a organização e elimina os excessos, com ênfase para a execução de acabamentos precisos para que tudo fique “limpo”, “liso” e “perfeito”. Abaixo temos algumas imagens para exemplificar está tipologia de ambiente.

Por último, porém não menos importante, temos o estilo Rústico. Ele é bem conhecido, atualmente, por ser o mais simples de identificar. Nele, utilizase muitos traço e texturas que remetem à casa de campo e à natureza.

A madeira em sua forma bruta, com bastante veios e nós aparentes, é amplamente usada para este tipo de ambiente. Além disso, podemos citar a utilização de outros tipos de materiais que são aplicados com suas aparências mais naturais, como os tijolos e pedras. Os móveis são, em muitos casos, aqueles com características antigas e mais pesados, em sua maioria feitos de madeira maciça. Podemos
perceber essas características nas fotos subsequentes.

Estes estilos são, como dito anteriormente, bases para projetos e devem nortear as tomadas de decisões. Em alguns casos, podemos mesclá-los para atingir um resultado mais complexo e particular, o que permite expressar ainda mais a personalidade de seu dono. Com os conhecimentos abordados neste artigo e no anterior, permitiu-se conhecer melhor as características de cada estilo e, desta forma, será mais fácil expressar ao arquiteto ou designer de interiores qual as preferencias para o seu projeto, tornando-o único, personalizado e, principalmente, realizador.

Fonte: Christian Gelati

Conhecendo o Colunista:

Arquiteto e Urbanista, graduado pela UniCesumar (Centro Universitário de Maringá) em 2016; Especialista em Projeto de Interiores e Iluminação pela UniCesumar em 2019; Atualmente, arquiteto responsável pelo escritório Christian Gelati – Arquitetura e Urbanismo, localizado na Av. Martin Luther King nº 2853, em Paranavaí-PR.

Contatos:

WhatsApp/ Cel.: (44) 99860-3311

Instagram: @arqchristiangelati

Facebook: Facebook.com/arqchristiangelati

Site: https://arqchristiangelati.wixsite.com/arqchristiangelati

E-mail: arqchristiangelati@gmail.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative o seu bloqueador de anúncios para continuar navegando.